instagram satc twitter satc facebook satc linkedin da satc canal do youtube satc
Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type
Notícias

Os subgêneros do rock

FacebookTwitterLinkedInWhatsAppCopy LinkFacebook MessengerEmail
13/07/2018 08:00
Notícias

No dia 13 de julho de 1985, foi realizado o festival Live Aid, em Londres e na Filadélfia, com o intuito de arrecadar fundos para combater a crise humanitária na Etiópia. Na ocasião, Phill Collins, que na época ainda integrava a banda Genesis, declarou que este seria o dia mundial do Rock. O evento também contou com nomes como The Who, Queen, Black Sabbath, Led Zeppelin e U2.

O início do Rock N’Roll

Na década de 1950, em que  jazz, blues e R&B estavam no seu auge, surgiram nomes de grande sucesso, como Little Richard, Jerry Lee Lewis, Bill Haley e Chuck Berry, mas foi Elvis Presley que popularizou o gênero e acabou sendo considerado o "rei do rock".

Psicodélico

Como o próprio nome "psicodélico" indica (algo que produz efeitos alucinógenos), é um dos subgêneros do rock mais "viajados" que existe. Reflete não só a música como toda uma contracultura, que esteve em alta na década de 1960. “Uma de suas principais características é agregar o experimentalismo musical, com inserções de influências fora do rock e até fora da música ocidental, como da música indiana, por exemplo. Outro ponto é a abertura do rock psicodélico para improvisação, jams e formatos menos fechados”, explica o músico e editor-chefe do site Cifras, Igor Miranda.

Punk Rock

Assim como a psicodelia também é uma contracultura que se ramifica na música, mas também em filosofia, moda e até cinema. “Na música, o chamado punk rock adota o mantra "faça você mesmo" e incentiva músicos a pegarem seus instrumentos mesmo que não tenham muito conhecimento ou técnica. Isso se reflete no estilo, já que as canções do punk são mais viscerais, fazem uso de poucos acordes ou variações harmônicas, são rápidas e trazem a rebeldia como centro de suas composições.”, conta Igor.

Heavy metal

É uma ramificação mais pesada do rock, agregando forte influência do blues e do chamado "rock de garagem". Uma de suas características é o foco no peso dos instrumentos, assim como na agressividade lírica e melódica. “É quase como o punk, mas com um tom diferente de rebeldia e sem tanto reforço na filosofia do "faça você mesmo". Como é um subgênero muito amplo, que tem ramificações que vão do thrash metal ao power metal, é difícil estabelecer uma caracterização mais eficiente sobre ele”, diz.

Hard rock

É visto como uma espécie de evolução do rock e não necessariamente como um gênero. “Também influenciado pelo blues, é um gênero que foca não só no peso, como também na parte rítmica (groove), o que o diferencia um pouco do heavy metal. Ainda assim, hard rock e heavy metal são praticamente subgêneros irmãos e, em alguns lugares do mundo, ambos se confundem: é comum ver pessoas de outros países classificando o Guns N' Roses e o AC/DC como bandas de heavy metal, ou mesmo colocando Metallica e Iron Maiden como grandes nomes do hard rock.”, comenta.

Rock progressivo

É um dos subgêneros mais técnicos do rock, pois tem influência do jazz fusion e até da música clássica. “Assemelha-se, por vezes, com o rock psicodélico, mas o progressivo não tem grande caráter de contracultura. O foco principal, que também é bastante experimental, é explorar elementos mais rebuscados da música, seja com canções mais longas e/ou uso de técnicas mais refinadas”, explicou.

Grunge

Também tem forte contracultura envolvida e é um dos mais difíceis de serem definidos em termos técnicos, porque as bandas que o representam são muito diferentes. Boa parte das bandas surgiram em Seattle, nos Estados Unidos. “O Nirvana tem grande influência do punk, enquanto o Pearl Jam bebe da fonte do hard rock e o Alice In Chains é quase uma banda de heavy metal, por exemplo. A definição de apatia social é o que rege todo o movimento grunge: as letras são mais depressivas e as músicas são feitas em tonalidades mais introspectivas, fechadas e até angustiadas”, considera.

Indie Rock

Se tornou um subgênero de características com o tempo, porque, na essência, a expressão apenas significava "rock independente" – ou seja, bandas de rock que não tinham contrato com gravadora. Com o passar dos anos, o indie rock virou um subgênero porque passou a agregar, em sua maioria, bandas influenciadas pelo rock alternativo, pelo post-punk e até pelo folk. “A liberdade estética é um dos principais elementos do indie rock, muito embora tenha ficado cada vez mais comerical com o passar dos anos: na essência, o indie rock é (ou deveria ser) um dos estilos onde a estética do "verso-refrão" não se aplica. Assim como o heavy metal, possui diversas segmentações, que vão do britpop (bandas como Oasis e Blur) a math rock (como o Bellini)”, afirma.

Rock alternativo

Assim como o indie rock, era apenas uma forma de definir bandas que estão no underground, não são famosas, mas têm apelo cult entre os fãs de rock. Por isso, o rock alternativo também é complicado de se definir. “É um estilo bastante influenciado pelo punk e pelo new wave. Basicamente, bandas de rock alternativo são bandas fora do espectro comercial e que não se definem pelos subgêneros já existentes, ou que agregam elementos de mais de um subgênero”, comenta.






Print Friendly, PDF & Email

Curso de Jornalismo da UniSatc terá menos tempo de duração

Segunda graduação é ponte para impulsionamento de carreira

Por que relaxar e descansar nas férias?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comente: