instagram satc twitter satc facebook satc linkedin da satc canal do youtube satc
Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type
Saúde

Micoses são doenças de pele comuns no verão 

Reportagem do Jornalismo Satc conversou com dermatologista para entender como surgem as doenças de pele 

FacebookTwitterLinkedInWhatsAppCopy LinkFacebook MessengerEmail
26/01/2020 08:37 Stefanie Machado
Jornalismo Satc, Notícias de Criciúma e Região

Sol, calor, areia e mar. Tudo isso faz parte do verão, mas também pode ser a causa de algumas doenças de pele mais comuns nesta estação do ano. Saber identificá-las para ir atrás do tratamento certo vai ajudar que a doença seja curada mais rápido para que o verão seja aproveitado. As micoses, infecções na pele causadas por fungos, são mais comuns nesta estação. 

pitiríase versicolor, conhecida popularmente como pano branco, são manchas na pele causadas por fungos. “É super comum no verão. É chamada de pitiríase versicolor porque pode ser de várias cores, não é só branco, pode ser marrom ou pode ser vermelho. E geralmente tem descamação associada”, explica a dermatologista Tatiane Watanabe.  

A doença começa aparecer geralmente no tronco do corpo, nas costas, nos braços e nas áreas que são mais oleosas. O tratamento para o ‘pano branco’ consiste no uso de pomadas e loções antifungos. Entretanto, as marcas na pele podem durar várias semanas. 

melasma, caracterizado pelo surgimento de manchas escuras na pele, pode piorar no verão. Mas o cuidado deve ir além da exposição ao sol. A condição piora com as luzes internas que tem dentro de casa. Por isso é indispensável o uso de protetor solar, porque se tem luz, tem radiação entrando. 

Também são comuns as doenças relacionadas ao suor, como a miliária, nome médico de brotoeja. Normalmente, essa dermatite inflamatória aparece em bebês como bolhas vermelhas. É causada pelo excesso de suor, não é necessário algum tratamento urgente, apenas cuidados da pele para que desapareça com o tempo.

“Tem pessoas que são mais sensíveis, ficam no calor e forma tipo como se fossem realmente brotoejas, mas tem outras coisas que podem estar relacionadas ao calor, tipo urticaria, tanto ao calor quanto à exposição solar, que dá coceira quando a pessoa se expõe”, ressalta.

A urticaria, uma irritação na pele, também pode estar relacionada com a água, quanto mais tempo na água, maiores as chances de ficar com coceira. “Pacientes que já tem problemas relacionados ao ressecamento da pele, tipo dermatite atópica, ficar muito tempo no mar ou na piscina resseca mais daí tem que hidratar mais depois”, destaca.

Alerta para câncer de pele

O verão e o calor chamam a atenção para doenças mais graves como o câncer de pele. Apesar da incidência de radiação do sol ser maior nesta época do ano, os cuidados e a atenção devem continuar mesmo em outras estações. Afinal, o câncer de pele também aparece em outros períodos do ano. 

“Os efeitos da radiação na pele são cumulativos, tu vê um dano na pele agudo quando a pessoa fica vermelha, forma bolhas e tal. Mas isso é uma coisa que vai contribuir no futuro para surgir o câncer de pele”, explica a dermatologista. 

Uma característica desta doença são as feridas que nunca cicatrizam. “Se a pessoa tem dúvidas, se é algo que não resolve, que está a mais tempo, ela deve procurar um dermatologista”, reforça Tatiane. 

Print Friendly, PDF & Email

Tradicional Verde e Branco volta a embalar foliões

Não vai dar praia no Carnaval

Morre, aos 74 anos, ex-deputado Eno Steiner

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comente: