instagram satc twitter satc facebook satc linkedin da satc canal do youtube satc
Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type
Prevenção

Aprenda como lavar e armazenar uma máscara de tecido

Peça tem se tornado opção de compra para prevenção da Covid-19

FacebookTwitterLinkedInWhatsAppCopy LinkFacebook MessengerEmail
15/04/2020 19:25 Jatene Macedo
Destaques Crici. Reg., Jornalismo Satc, Notícias de Criciúma e Região

As máscaras N95, PFF2, cirúrgicas e descartáveis, utilizadas por profissionais da saúde, ficaram em falta por algum tempo por conta da pandemia do coronavírus. Para se proteger da doença, a população comprou todo o estoque das farmácias e por hora hospitais também tiveram escassez do produto.

A alternativa, repassada pelo Ministério da Saúde, foi o uso alternativo de máscaras caseiras, aquelas feitas de tecido. A procura por esse tipo de produto também cresceu. Costureiras e artesãs passaram a confeccionar em grande quantidade para vender e atender toda população.

“Existe dificuldade de encontrar matéria-prima para confeccionar as máscaras, por isso surgiu a opção feita com tecido. É importante que a população deixe os outros tipos de máscaras para os profissionais que atuam na linha de frente da Covid-19, pois eles ficam mais expostos ao vírus”, disse a engenheira sanitarista e de segurança do trabalho, Franciele Candido de Oliveira.

Hoje, usar máscara ao sair de casa é uma das maneiras de se proteger do vírus. Mas você sabe qual a maneira correta de utilizar, lavar e acondicionar uma máscara?

Como lavar

Fazer a higienização correta da máscara também é uma medida de proteção. O indicado é trocar o produto a cada 2 ou 3 horas, ou quando sentir que está molhada. “Para lavar você pode usar água, sabão ou hipoclorito. Deixe de molho uns 30 minutos, coloque secar e depois é importante passar a máscara”, explicou Franciele.

Além da limpeza, a máscara deve ter a medida exata, ela deve cobrir a boca e o nariz. “Não importa o material que é feita, algodão ou tricoline ou se ela é tipo concha ou retangular, a peça deve se adequar corretamente no rosto. Fazer a máscara com um tecido muito grosso também não tem necessidade”, ressaltou a engenheira.

Maneira correta de guardar

O melhor jeito de preservar a máscara caseira é colocar ela em um plástico. “Depois que usar a peça e ela estiver suja, coloque em uma sacolinha, não deixe jogada na bolsa, no banco do carro ou em outros lugares. A máscara vai estar suja e é preciso ter cuidado. Depois de lavada, o ideal também é armazenar em um plástico para depois usar”, esclareceu Franciele.

Para retirar a máscara deve-se pegar pelo elástico, tentar tocar o mínimo na parte do tecido, pois essa é a parte que está infectada.

Uso da máscara

Na Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec), duas cidades tornaram o uso da máscara obrigatório. Em Içara a medida passou a valer nesta quarta-feira, (15). Morro da Fumaça também tornou obrigatório o uso para realização de diversas atividades, na cidade a medida passa a valer no sábado (18).

Em Siderópolis, a Prefeitura distribuiu 10 mil máscaras com instruções de uso e higiene, para a população e profissionais de saúde.

Print Friendly, PDF & Email

Vocação e profissão: entenda a diferença

Grupo arrecada recursos em prol de estudantes em situação de vulnerabilidade social de Criciúma

Temperatura deve chegar aos 12ºC no fim de semana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comente: