instagram satc twitter satc facebook satc linkedin da satc canal do youtube satc
Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type
SAÚDE

A saúde mental dos idosos precisa de atenção

Pessoas com idade acima dos 70 anos são as que mais cometem suicídio no Brasil, principalmente em tempos de pandemia

FacebookTwitterLinkedInWhatsAppCopy LinkFacebook MessengerEmail
23/07/2020 18:12 Jatene Macedo
Destaques Crici. Reg., Jornalismo Satc, Notícias de Criciúma e Região

Devido a pandemia do novo coronavírus que afeta o mundo todo, a saúde das pessoas veio, mais do que nunca, à tona, principalmente a saúde mental. Por isso, psicólogos alertam sobre os cuidados durante a quarentena, já que o tempo das pessoas acabou ficando ocioso e o funcionamento da mente passou por mudanças.

As pessoas do grupo de risco, especialmente os idosos, voltaram a trabalhar, mas outros permanecem em quarentena, por isso o cuidado da mente é de extrema importância, já que para esse grupo a atenção precisa ser redobrada.

“A saúde mental é importante para todos. Especialmente a dos idosos, o que percebo é a negligência. As pessoas próximas a eles possuem a opinião de que vão ficando mais ‘difíceis’ com a idade, mais teimosos, oferecendo nomes e pré-julgamentos. Eles também enfrentam dificuldades emocionais”, explica a psicóloga, Louise Angelo de Souza.

Segundo a Revista Encontro, as pessoas com idade acima dos 70 anos são as que mais cometem suicídio no Brasil, ainda mais em tempos de pandemia. “As pesquisas apontam para o isolamento, a desvalorização com a pessoa do idoso. Temos que entender algo simples e muito sério: o idoso é uma pessoa que tem vários papéis (pai, irmão, neto, aposentado), e quanto mais ele envelhece, menos papel ele exerce. Devemos ajudá-lo no que for possível para manter papéis vivos. Uma pessoa sem papel e sem nada a oferecer, adoece”, menciona a psicóloga.

Ainda de acordo com a Revista, além do risco de suicídio, problemas como ansiedade e depressão podem surgir nos idosos também. Por isso, a saúde mental deles requer atenção e é preciso reservar um tempo para cultivá-la melhor.

“Existem várias formas de cuidar da saúde de um idoso. A primeira é estando presente, mesmo que em época de isolamento e pandemia, estar presente por chamada de vídeo, tchauzinho de longe, da rua, coisas simples são fundamentais na saúde deles. E outra dica que eu daria é: pergunte. Procurem perguntar aos idosos o que eles querem, o que eles acham, qual a opinião. É muito importante que o adulto, a criança ou os que estão ao redor deste idoso, entendam que ele é uma pessoa, que ele continua sendo útil em muitas coisas e que ele está vivo, portanto, ele tem voz e direito. A idade não nos faz inúteis, são as pessoas que nos enxergam assim”, sugere a psicóloga.

Portanto, além de cuidar da saúde física, principalmente em tempos de coronavírus, é de extrema importância preservarmos a saúde mental, especialmente a dos idosos.

Print Friendly, PDF & Email

A importância de gerir as emoções

Aprenda a lidar com as dores emocionais

Instituições de ensino retomam as aulas em Criciúma

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comente: