instagram satc twitter satc facebook satc linkedin da satc canal do youtube satc
Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type
Debates

Carvão mineral pauta reunião da diretoria da Acic

Representantes do setor chamaram a atenção para a necessidade de estruturação de um novo parque termelétrico à região

FacebookTwitterLinkedInWhatsAppCopy LinkFacebook MessengerEmail
26/10/2020 21:16 Redação*
Institucional, Notícias, Parcerias

As perspectivas do carvão mineral para a região Sul foram tema da reunião da diretoria da Associação Empresarial de Criciúma (Acic) na noite desta segunda-feira, 26, que contou com a participação, de forma virtual, dos conselheiros da entidade, integrantes do Fórum de Entidades de Criciúma (Forcri), Observatório Social de Criciúma e do Sindicato da Indústria de Extração de Carvão do Estado de Santa Catarina (Siecesc).

O Siecesc apresentou o cenário da indústria carbonífera no contexto local, nacional e internacional e as ações desenvolvidas pela indústria como compromisso social, nas áreas sociais e educacionais. Atualmente, o setor investe no apoio à educação, com a manutenção da Satc. O compromisso com a saúde e segurança dos trabalhadores e as ações do programa de recuperação ambiental da bacia carbonífera de Santa Catarina também foram destacados, assim como o desenvolvimento de novos produtos de alto valor agregado, via Centro Tecnológico da Satc.

“A Acic tem desenvolvido muitas ações por meio da união de forças, do trabalho em conjunto e da troca de experiências, com o objetivo de impulsionar o desenvolvimento da nossa região e, por isso, a importância desta reunião, de promover o debate em torno deste segmento tão importante, que é a indústria carbonífera”, ressalta o presidente do Siecesc, Valcir Zanette, também vice-presidente da Acic.

Novo parque termelétrico à região

Os representantes do sindicato empresarial chamaram a atenção para a necessidade de estruturação de um novo parque termelétrico à região. “A situação do setor requer atenção do Poder Público face o fim da vida útil das usinas existentes e o fim, em 2027, do mecanismo legal que remunera as empresas carboníferas. Para tanto, ressaltamos a necessidade de estruturar um novo parque termelétrico, para que possamos ir substituindo, gradativamente, as usinas que serão desativadas, dando um horizonte de longo prazo para a indústria e região, com a atração de investimentos”, detalha o presidente da Associação Brasileira de Carvão Mineral (ABCM), Fernando Luiz Zancan, diretor da Satc.

Conforme Zancan, para sustentar a economia do Sul de SC é necessário manter a atividade da cadeia produtiva e, ao mesmo tempo, estruturar um programa de substituição do parque térmico atual, o Complexo Termelétrico Jorge Lacerda (CTJL).

“Solicitamos o engajamento da Acic para apoiar o Programa de Modernização do Carvão, que está em estudo pelo Ministério de Minas e Energia, para que possamos construir uma indústria sustentável”, acrescenta Zanette.

Apoio ao setor

O presidente da Acic, Moacir Dagostin, agradeceu a exposição do Siecesc e colocou a entidade à disposição para apoiar o setor e os pleitos junto ao Governo Federal e Estadual. “O carvão mineral é um importante segmento da nossa economia, que por muitos anos foi a principal atividade econômica de Criciúma, e permanece até hoje importante para a região Sul. A Acic sempre esteve na defesa do setor e de toda a sua relevância para o nosso desenvolvimento e não seria diferente neste momento. Colocaremos este assunto na pauta e buscaremos a sensibilidade dos governos para este movimento em prol do setor”, salienta Dagostin.

Indústria carbonífera

Atualmente, a indústria carbonífera representa 30% na economia do Sul catarinense, impactando 15 municípios onde habitam mais de 600 mil pessoas, afetando, direta e indiretamente, 83 mil pessoas. A cadeia produtiva do carvão é composta pelas empresas mineradoras, Ferrovia Tereza Cristina, Complexo Jorge Lacerda e pela indústria de subprodutos da combustão (cinza).

Homenagem à Satc

Na abertura da reunião desta segunda-feira, a Acic fez ainda um reconhecimento à Satc, que tem sua história vinculada à indústria carbonífera, pela conquista do status como Centro Universitário, o UniSATC.

*A jornalista Deize Felisberto é assessora de Comunicação da Acic.

Print Friendly, PDF & Email

Núcleo de Meio Ambiente da Acic entrega Selo de Sustentabilidade Ambiental

Covid-19: prevenção é responsabilidade de todos

Carvão volta à pauta com a presença da Bancada Federal do Sul na Acic

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comente: