instagram satc twitter satc facebook satc linkedin da satc canal do youtube satc
Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type
Coronavírus

Covid-19: Salvaro descarta novo lockdown em Criciúma

Prefeito repassou orientações durante live e pediu participação da população

FacebookTwitterLinkedInWhatsAppCopy LinkFacebook MessengerEmail
25/11/2020 18:39 Sandy Brasil
Destaques Crici. Reg., Jornalismo Satc, Notícias de Criciúma e Região

Com a situação de Criciúma no mapa de Covid-19 em risco potencial gravíssimo, na cor vermelha, o perfeito Clésio Salvaro pediu empenho da população, anunciou medidas, mas descartou o fechamento total. “Não vamos fazer um novo lockdown”, garantiu.

A informação veio durante a live no fim da tarde dessa quarta-feira, 25. “A vida em primeiro lugar, saúde redobrada e trabalhar com todos os cuidados”, enfatizou o prefeito.

Acompanhado do secretário de Saúde Acélio Casagrande, Salvaro afirmou que serão intensificadas as fiscalizações, limpeza de ruas e espaços públicos. “A cidade não vai ser tirada da tomada. Ninguém pega o vírus no local de trabalho, por isso devemos todos usar máscara, álcool em gel e respeitar o distanciamento social”, declarou Salvaro.

Reuniões já foram realizadas com os profissionais da área da saúde. Nos postos e centros de triagem, a orientação mudou. “Dois dias de sintomas já vamos fazer o teste de coronavírus, já vamos medicar e isolar”, informou Casagrande.

Com a matriz de risco gravíssima, a Prefeitura retoma protocolos já estabelecidos. A frota de ônibus públicos vai circular com apenas 50% da sua lotação. Restaurantes e bares somente poderão atender até 23 horas e com apenas quatro pessoas por mesa e igrejas com apenas 30% de sua capacidade. Já os jogos profissionais seguem liberados.

“Hoje o município sofre alterações em todas as áreas, os ônibus tiveram capacidade reduzida a 50%, nas escolas somente as aulas de reforço serão para um aluno em sala, nos parques tem que ser respeitado o distanciamento social”, destacou o prefeito.

A equipe da Vigilância Sanitária irá intensificar a fiscalização. Denúncias podem ser feitas para o número 190 da Polícia Militar.

Sistema hospitalar lotado

Os hospitais de Criciúma com leitos de UTI – São José e Unimed – que são disponibilizados para pacientes com o novo coronavírus estão com 100% de ocupação.

Salvaro garantiu disponibilizar leitos, mas para internação, no antigo Hospital do Rio Maina. “Há possibilidade de novos leitos, mas não há profissionais da saúde para ocupar os cargos, estamos sem enfermeiros”, revelou.

O processo de higienização da cidade irá continuar. “Amanhã o caminhão com cloro irá passar na cidade para higienizar as ruas. Enquanto não tiver vacina vamos tomar todas as medidas necessárias, mas quando a vacina chegar no Brasil a prioridade é que Criciúma tenha vacinas disponíveis para a população”, sublinhou.

Campanha da Prefeitura pede bom senso

Lançada nesta quarta-feira (25), a campanha Bom senso: a pandemia ainda não acabou, tem o objetivo de fortalecer o bom senso da população no combate ao coronavírus, em Criciúma.

Idealizada pela Administração Municipal, a iniciativa intensifica os cuidados sanitários e chama a responsabilidade para todos. Ao menos por enquanto, a única defesa contra o vírus é o uso de máscara, higienização das mãos com álcool em gel 70%, distanciamento social e evitar aglomerações.

“Sabemos que as pessoas não deixaram de sair de casa, mas devem utilizar o bom senso. Se perceber um lugar com mais pessoas, ela deve ir em outro horário. Sabemos que agora vem as festas de fim de ano, e pedimos que as comemorações sejam feitas apenas com as pessoas com as quais têm convívio diário, com as quais moram juntas”, frisou o secretário de Saúde.

Print Friendly, PDF & Email

Documentário: O ensino de Outrora – Treviso na década de 1960

Documentário: O título da minha história

Documentário: A sós, e só!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comente: