instagram satc twitter satc facebook satc linkedin da satc canal do youtube satc
Search
Generic filters
Exact matches only
Filter by Custom Post Type
MUNDO PET

Veterinária dá dicas de segurança para seu pet durante as festas de fim de ano

Os pets ficam mais agitados por conta dos fogos pois seus ouvidos são sensíveis

FacebookTwitterLinkedInWhatsAppCopy LinkFacebook MessengerEmail
25/12/2020 08:08 Jatene Macedo
Destaques Crici. Reg., Jornalismo Satc, Notícias de Criciúma e Região
Imagem de Free-Photos do Pixabay

Os pets acabam ficando agitados durante as festas de fim de ano por conta dos fogos. Esse ano em razão da pandemia do novo coronavírus, a quantidade de fogos será reduzida, porém mesmo assim os pets precisam de cuidados durante essas celebrações.

“Os pets ficam mais agitados com os fogos pois seus ouvidos são bem mais sensíveis que os nossos. Então o que é um ruído para nós, é um barulho imenso para eles. Também tem o fator de não compreender o porquê desse ruído. A não compreensão torna o ruído algo ameaçador, liberando uma quantidade maior de adrenalina, preparando eles para a luta ou fuga”, explica a veterinária Laisman Saccol Ferreira.

Os tutores precisam prestar atenção e garantir segurança a eles. “O ideal é a dessensibilizacão do pet, ou seja, no momento dos fogos levar para um cômodo da casa seguro (sem janelas abertas, áreas, portões) e tentar distraí-los. Uma outra opção é fazer atividades com o brinquedo preferido deles, deixando a tv ou outro aparelho com música ambiente. Nunca se deve abraçar o pet com a intenção de protegê-lo, pois isso faz com que seu comportamento ruim seja recompensado. Faz com que ele entenda que realmente é algo terrível e que é para ter medo”, alertou Laisman.

A veterinária ainda indica colocar identificação nos pets, como coleira com nome e telefone bordado ou medalha com informações, pois nessa época é comum a fuga dos pets. “Principalmente quando se vai passar esses dias em uma casa diferente, ou se vai deixá-lo sozinho. Portões devem ter muita segurança, portas, janelas. Em apartamento, telas de segurança. Pois quando há o barulho intenso, é uma reação natural e instintiva do pet fugir”, salienta a veterinária.

Os tutores também podem optar por colocar algodão nos ouvidos dos pets pois ele atenua um pouco o ruído. “Em terceiro lugar, existem medicações que são usadas para deixar o pet mais calmo. Mas não podem ser usados em todos os casos, cada um deve ser avaliado pelo veterinário. Pets com problemas cardíacos devem ter cuidados redobrados nessa época, sob risco de um stress acentuado pode provocar uma descompensação”, concluiu Laisman.

Print Friendly, PDF & Email

Documentário: Painel Seis – O que meus olhos viram

Documentário: São Pedro – Um amor guardado para sempre

Documentário: Crônicas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comente: